+ textos

Quanto tempo o tempo tem?

Já estou na metade da minha segunda década!
Naquele tempo lá...Criança, sem saber de nada, a gente sentia tudo de um modo diferente.
A medida que começamos a aprender tudo é incrível, mas é cobrado um preço caro.
Sabendo mais somos sujeitos a sentir coisas diferentes das coisas que crianças sentem.
Mas é verdade que essa fase do menino-sem-dente passou...
Divirto-me pensando como gostava dos Power Rangers com suas performances mirabolantes e as explosões de fundo, (não tinha mais graça depois de um tempo que descobri que eram fogos de artifício).
Os bonecos, carrinhos, a casa da Vó.
Os filmes que agente acabava de ver e começava a imitar.
A escola no primário, os tazos, bater figurinha, tanta coisa...
Tudo tinha um gosto, que agora já é outro.
O preço do tempo acaba sendo ele próprio...
Mas vale a pena viver pra sentir!



5 comentários:

Dai disse...

Heldinhuu Mto massa ai tudo isso Dolu tuh di montee Meu priminhuu INTELIGENT bjohh

Danii disse...

posha, acho qui eo nem tive infancia o.O lembro de nada naoo. oun, se eu fosse escrever 'Divirto-me pensando como gostava dos Power Rangers', eu escreveria mais ou menos assim: 'bláá, era muito tosco eu lá achando mó coisona os páuer rengers; mas é massa lembrar disso de vez em quando véeio'./// e eu nem sabia que eram fogos de artificio o.O; quem pedio minha opiniao?? ¬¬ descupa; foi sem querer ;~

Danii disse...

mas é até lesgalzin isso de 'reporter juvenil'; c pudia montar um jornalziin no cefet ae um dia :D

Subby disse...

eu nunca gostei do 'páuer rendieris' não... mas confesso que eu gostava do Digimon! (nem lembro se eh assim mesmo q escreve) e eu imitava mesmo com meus primos.. e me sentia a própria.. o q posso dizer eh q eu tive uma infância bem legal..

Juliana disse...

voltando ao passado a gente se surpreende x] Lembra que "a gente éramos fãs" de XuXa KkKkKkKkK Inda bem ki a gente muda \0/