+ textos

Palavras ao vento

São postas como multiuso, servindo pra designar qualquer coisa, mesmo que diferente. Talvez pudessem ser levadas mais a sério se não houvesse tanta corrupção de sentidos. É, muitas delas são descartáveis. Talvez existiram, ou existirão tempos em que a palavra amigo seja pra definir realmente um amigo, sem precisar colocar o complemento "de verdade". Já ouviu isso? Amigo, que eu saiba, já traduz a parte da verdade.Quem sabe um tempo em que a palavra amor servirá pra traduzir o que se sente de verdade. Para alguns é um mero bom dia, servindo pra qualquer ocasião. Hoje eu escutei na rua que "o amor é acordar quem você ama com uma cesta de café da manhã".

PS: O título é de uma música cantada por Cássia Eller.

3 comentários:

>> JuJuBa disse...

vc ainda pergunta se eu boto fé e eu respondo: toda ela.

tomara que algum dia possamos crer nas palavras alheias.

;* tio.

Mapa do meu nada disse...

algumas palavras foram tão banalizadas que já quase não servem mais, dizer que ama alguem pode não traduzir tudo o que se sente, pelo simples fato da palavra amor ter se tornado clichê, assim como amigo

subby disse...

algumas palavras tem um destino tão certeiro que me amedronta..
...

eu fui acordada com uma cesta de café da manhã no meu niver!
heuheuheue
e não fui eu que disse isso.. heheheheuheue, e eu sei q meus pais me amam.. mas o amor não é só isso.

digamos que o amor é como a "ótica de um míope".. vai além de enxergar.