+ textos

Louça suja se lava em casa.

Ramón e Rubi formavam um casal bem interessante. Quem não os conhece, jura que eles se odeiam. Mas, quem os conhece como eu conheço, sabe que é tudo fachada.


- Eu lavo, você seca e guarda.


Decretou Rubi, com uma cara de poucos amigos. O casal encontrava-se na cozinha da casa.

Ele do lado direito e ela do lado esquerdo da pia, com alguns metros de distância os separando.
Ela começou a ensaboar algumas peças, lavava e passava para ele. Ele enxugava e guardava. Tudo isso numa sincronia incrível, apesar dos dois ficarem se encarando com rostos nada amigáveis.


- Quem é aquele filhinho de mamãe lá do seu trabalho que não sai do seu pé? – Disse Ramón entre os dentes.
- Ah, me poupe! Você é um bebezão mesmo... Com ciúmes do Ricardo?
- (Risada mais-que-sarcástica) E mais essa! Você ainda pergunta se é pra ter ciúmes de um cara que não sai do seu pé e se chama Ricardo?
- Ora! Não vem com essa de vítima não, porque EU que tenho motivos pra ficar com raiva de você.
- Há há há. Quero saber.
- Isso mesmo que você ouviu. Você se esqueceu de mim. Não fala mais coisas bonitas, aliás, não fala. Chega daquele trabalho e não abre a boca! E não é o pior... Eu soube de uma tal de Dadá...
- Quem?
- Seu sonso! Aquela mocréia lá, sua cliente. Pelo nome você percebe o tipinho. O que você andou fazendo com ela?
- Agora você viajou legal. Como você sabe que existe uma Dadá?
- Ah... Eu tenho meus contatos, meu bem.
- Você anda me vigiando?
- Eu? Ah, me poupe! E tem mais, quem anda me vigiando é você. Você pensa que eu não vi você pelo reflexo dos meus óculos naquela hora que eu saí do trabalho? Era pra ver se o Ricardo anda por perto, é?
- Confesso, estava sim! E era pra isso mesmo.
- Cara de pau! Onde está sua confiança em mim?

Num gesto de reflexo, Rubi ia pegar um prato para arremessar em Ramón. Mas, percebeu que já havia acabado de lavar todos e não tinha mais nenhum. Então, ela falou com a voz diferente:

- Desculpa.
- Só se você me desculpar. – Respondeu Ramón, que também havia terminado ao mesmo tempo em que Rubi terminou.
- Tudo bem!
- Vamos jantar fora meu amor?
- Fico pronta num minuto.
- Proporcionalmente a você, eu fico num segundo.
- Como você tem senso de humor, meu bem.
- Eu sei meu amor.

E a paz volta a reinar em casa... Pelo menos até surgir uma nova pilha de louça suja.

29 comentários:

Criiis ;) disse...

Pelo menos eles se acertam quando lavam a louça.
Minhas brigas já começam quando tenho que decidir quem lava e quem seca!

Como sempre muito bom!
beijos :*

Cecília Borges disse...

O problema aqui é dependurar a roupa no varal. Mas concluímos bem... muito bem!



Bj!

- BiAaaAah* disse...

Lavando louças é um bom jeito de ter uma discussão de relacionamento.
casais e seus ciúmes!!!
adorei!

beijo

disse...

Muito, Muito, Muito, Muito bom!!!

Bjo

Dannyell disse...

O método descritivo é interessantes demais...

Muito bom como sempre.

"entre tapas e beijos" eh mais ou menos assim que se da meu relacionamento

rsrsrs

mas nos amamos

abraços

:)

Juliana Caribé disse...

Adorei o texto!
Uma versão muito bem humorada para o ditado "roupa suja se lava em casa".

Beijos.

Wallacy disse...

Muito bom!!
Uma típica situação do dia-a-dia.
Pelo menos ainda não tenho que lidar com esse tipo de convivência, hehe

Abraço!

Alice disse...

...hehehheeheee e haja louça !!!


bjkassss pra vc e uma linda semana !!

Jeniffer Santos disse...

heheheh xD
sempre bom em contos...
e sem duvidas temos sim q lavar sempre a louça suja!
=*

Fada disse...

Ola meu rico

Apesar de não comentar, não esqueci do seu pedacinho!!!

Rico parece até um casal que eu conheço (*eu e o will)...

A hora de lavar a louça é a hora mais apropriada para discutir a relação. Já que está com a torneira aberta pq não aproveitar para limpar as manchas da relação né!!

beijokas meu querido

Flávia disse...

Olá...

saudades de vc por lá!

Louça!!1 pra mim isso é um bicho de 7 cabeças.....odeio lavar louças... mas é lavando roupa que eu aproveito para (lavar a roupa suja) kkkkk botar os pingos no i.

beijosss

Flávia disse...

Outro detalhe:

Depois da discursão, saimos de mãozinhas dadas para que ninguem perceba o que houve...rs rs e assim a gente se acerta.

rs

Luc's. disse...

# Final alternativo #

Versão by Jéssica, minha namorada.

— Dadá?, eu sei bem de tudo!

Ela procurou um prato pra tacar na cuca do mané e não achou. Achou uma faca de pão ainda suja, enorme, com serras.

Fim.
Fim do namoro e do namorado.
-------

huahauhauh!,
Abs,
Lucas.

Fabio Martins (Dú) disse...

Queria ter uma Rubi na minha vida...
abraço!

Camilinha disse...

Acho que tô precisando de uma terapia destas... rs

beijos daqui...

NANDO DAMÁZIO disse...

Hahaha, adorei isso !! :P

Briguinhas de casal .. Essas levinhas assim temperadas com a paixão são ótimas para não deixar muito marasmo na relação !! hehehe (riminha sem intenção) ..

Fazia tempo que não vinha aqui, andava sem tempo mas ja me ajeitei, virei mais vezes ..
Abraço !!

Fernando disse...

Aprendi lendo Rubem Fonseca que essas coisas se chamam arrufos. E tem um significado específico no dicionário: brigas de amor falsas, passageiras...

Bom texto, preferencialmente, o título com o contexto! Pertinentíssimo!

Ah, e obrigado pelos selos. Tão logo eu faça um outro post blogueiro, os coloco na Coluna.

Abraços, meu querido!

Carolzita! disse...

Tem um meme pra vc!!

Tyler Bazz disse...

O bom é que eles acabam de lavar a louça e já saem pra jantar... haja apetite!

Gracy disse...

rsrsrsrsrsrsrsrs...

eu não aguentaria lavar prato todo dia..

Divinas Damas disse...

Olá!

Dica de boa leitura

Política com seriedade? Confira!

Blog: MOSAICO DE LAMA:
www.mosaicodelama.blogspot.com

Comu: POLÍTICA NÃO É LIXEIRA
http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=30542704

Caso não goste, delete...

Polecos disse...

kd vc???

hahaha

queremos post

pow ta esquecndo do polecos la hein

:(

rs

abraços mano veio

Filipe Garcia disse...

Muito bom, Hélder! A distinção vocabular e até das expressões usadas pelo homem e pela mulher trazem uma idéia sólida da realidade.

Além do mais, o texto é bem humorado e eu gosto disso!

Abraços

Teka Soares disse...

Coisa de quem vive junto...pelo menos ele ajuda ela a enxugar a louça, e o meu pai que nem se oferece pra fazer o serviço. Mas isso é outra história...
E desculpe a demora [também!], mas o tempo tá cada vez menor, acho que vou ter que dar férias ao blog por um bom tempo.
Tem post novo por lá[meio sem graça, mas...]
Bj**

Teka Soares disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Enterufter disse...

Hélder e seus textos surpreendentes.

Eu achando que iria acabar em quabra pau...kkk

Muito bom.

Anônimo disse...

eu ate respeito quem lava mas para mim isso dai e servico de mulher lavar passar e cozinhar nao e comigo nao servico de homem para mim e carregar pesos agora homem fazer esse tipo de servico para mim ja e ridiculo fazer esse tipo de servico em casa alhas se tivesse uma pesquisa em algum programa de televisao ou pesquisa de rua para votar se e contra ou a favor os homens lavarem loças eu responderia que sou contra esse tipo de serviço para homem se eu for na casa de alguem e alguem falar para mim fazer esse tipo de serviço eu falo que nao nao fui criado nesse sistema quando era pequeno nao vai ser agora depois de grande que apesso vai querer ficar mandando eu fazer esse tipo de serviço lavar passar e cozinhar niguem pode obrigar a peossoa a fazer o que nao que cada um tem o seu livre arbitrio eo o livre arbitrio da pessoa ningue mexe so ela mesmo que gostar do comentario que eu escrevi muito bem quem nao gostar eu nao to nem ai para critica pode falar o que quiser um a mias ou um a menos para mim nao faz diferenca danece

thiago venzke martins disse...

essas coisas para mim de lavar passar cozinhar e limpar e coisa de mulher mesmo nao de homem

thiago venzke martins disse...

amiga flavia eu tambem cocordo co voce mais issoe servidas mulheres mesmo e nao de homem como eu falei nessas duas vezes no primeiro comentario anonimo soiu eu que escrevipor que eu nao sabia que so colocar o nome ja respondia