+ textos

Comédia Romântica - Eps I

Claquete I

Era uma noite pesada, não sei explicar bem. O céu estava nublado e negro.Não havia nem vestígios de luz da lua, só alguns postes com lâmpadas que piscavam. As pessoas passavam rapidamente, como gatos assustados. Tratei logo de afastar essa impressão ruim. "Ah, o que é isso! Vou ao cinema! Vou ver uma comédia!", pensei.

Cheguei ao cinema, comprei uma pipoca tamanho grande, uma barra de chocolate e um refrigerante que duraria por muitos meses, provavelmente. Tudo que eu precisava naquela noite de ares estranhos. Fui comprar o bilhete. Pedi a comédia das 20h30min.

Como sempre, não sou pontual, chego sempre muito cedo em qualquer compromisso. Gosto de aproveitar o máximo possível, ainda mais quando gasto dinheiro. Chamem como quiser, para mim é aproveitar. Sentei no lugar que mais gosto: última fila, o lugar mais alto, no centro da fileira. De lá posso ver meus companheiros de sala, que, para minha surpresa, foram poucos. Coloquei meu copão de refrigerante de um lado, a pipoca do outro e o chocolate no meu colo. Estava pronto pra tudo.

Observando as pessoas da sala, notei que um casal, bem apaixonado, sentava-se três fileiras abaixo da minha, à esquerda. Também havia uma senhora e duas crianças que ficaram logo na primeira fila, à direita. Dois amigos, adolescentes, sentaram-se no centro exato do cinema.

E, por último, uma moça bem bonita, que tem um gosto tão bom quanto o meu, ficou frustrada quando meu viu no lugar que ambicionava. Acabou sentando-se na penúltima fileira, mas não na minha direção, provavelmente por orgulho. Já havia barulho na sala de projeção.

O filme iria começar.
(Continua)

2 comentários:

disse...

Pipoca, refri e chocolate?!? q delíciaaa! Apesar q eu tomaria um suquinho hihi
adoroo cinema! Vou acompanhar essa estória bem de perto.
:)

Daniel Simões disse...

Concordo com a Rê, muito bom ...

(Lendo hoje apenas, continuo)