+ textos

Listas rápidas de meus 22 anos

A beleza das listas de coisas preferidas está nas infinitas combinações de itens e classificações, porque estas são regidas por sentimentos diferentes que tocaram pessoas diferentes em momentos diferentes.

Inspirado pela série O Ranking de uma Vida do Bruno Passos e pela The List do David, quero apresentar-lhes algumas de minhas listas rápidas. Não se trata de “top coisas”, a ordem não influencia no gosto e foi sofrido reduzir tudo a três itens.

LIVROS QUE DERAM GOSTO À MINHA VIDA EM DIFERENTES MOMENTOS 


1. Meu Pé de Laranja Lima (José Mauro de Vasconcelos)

:')

Único livro nacional que fui obrigado a ler e gostei. Em tempos de prova do livro, no ensino fundamental, um verdadeiro milagre nasceu dessas belas páginas cheias de sentimentos fortes despertados pela sensibilidade da infância. 


2. Todos de Agatha Christie 

A dama do crime.

Agatha Christie foi a responsável por despertar meu gosto pelos livros de novo, já na metade do ensino médio. Começou com Um Corpo Na Biblioteca até quase devorar o acervo da biblioteca municipal. Destaque para O Caso dos Dez Negrinhos e O Inimigo Secreto, dois livros que estão na ponta da língua na hora das indicações, o primeiro por ser genial e o segundo por ser empolgante demais.  


3. Walden (Henry David Thoreau)

A cabana de Thoreau.

Um sentimento muito forte sobre viagens surgiu em meu espírito nos últimos tempos e coincidências estranhas e belas vieram reforçar isso. Uma delas foi Thoreau contando sua experiência e lapidando o espírito em uma viagem. Ainda não terminei de ler Walden, algo me diz que é o tipo de livro para ser lido com todo cuidado. Cada frase é um ensinamento valioso e cada palavra desperta críticas pontuais sobre a forma que vivemos e as tantas outras que poderíamos viver. 


DESENHOS QUE EU ASSISTIRIA COM MEUS FILHOS 


1. Pokémon 

1ª temporada, só.

Entre álbuns, tazos, bonecos da pitchulinha do Guaraná Antarctica e brincadeiras sem fim, jazem os melhores anos da minha infância. Esse desenho foi capaz de criar vínculos tão fortes e influenciar tanto as gerações que ainda está presente em nossas referências. 


2. Scooby Doo 

:')

Sempre gostei muito de gêneros detetivescos e essa turma me acompanhou por muito tempo. Graças ao SBT e sua grade “flexível”, pude assistir esse cachorro lindo em todos os horários possíveis. Lembro que já cheguei a ver os episódios com um caderno e um lápis na mão para anotar as pistas e descobrir quem estava por trás dos monstros. 


3. Naruto 

"Aqueles que desobedecem as regras são tratados como lixo, mas, aqueles que abandonam seus companheiros, são piores que lixo."

É uma das histórias mais brilhantes e emocionantes que já vi e os personagens são muito bem trabalhados. Traz lições valiosas de persistência, amizade e respeito entre gerações. Fora isso, adoro essa coisa de ninja e admiro a cultura japonesa. Kishimoto é um grande autor e merece todos os créditos. Comecei a ver no ensino médio e continuo até hoje, a saga ainda não terminou para a alegria de incontáveis fãs. 


ÁLBUNS PARA ESCUTAR DE UMA VEZ


1. Cosmotron (Skank, 2003)



Skank é uma das minhas bandas primeiras e prediletas e resistiu ao bombardeio de descobertas na internet. Cosmotron é uma belezinha, cheio de músicas que estão na ponta da língua, ótimo para se ouvir numa sexta-feira à noite, aquela que você deixou de sair pra ficar em casa, usando roupa furada, bebendo e comendo. 


2. Rhythms Del Mundo Cuba (Buena Vista Social Club, 2006)



Recepção da música latina em minha playlist e, mais que isso, a descoberta do grande Buena Vista Social Club. Esse álbum tem versões sensacionais de Coldplay, Franz Ferdinand, Arctic Monkeys, entre outros, e é a cara de uma manhã de domingo que começa às 10h. 


3. Into The Wild (Eddie Vedder, 2007)



É inegável que o filme agrega boa parte do valor que atribuo ao álbum, mas o vocalista do Pearl Jam conseguiu fazer um trabalho capaz de comover por sua delicadeza, simplicidade e serenidade. Trilha sonora para viagens futuras, definitivamente.


SÉRIES QUE NÃO PRECISEI ESPERAR O EPISÓDIO OU A TEMPORADA SEGUINTE PARA GOSTAR


1. Prison Break (2005-2009)

Amor de irmãos.

Conto como a primeira série que vi, porque só nela tive consciência do que é acompanhar uma série. Assistia uma temporada por final de semana e qualquer ritmo menor que esse seria muito angustiante para suportar. Todos os ouros para a primeira temporada, de uma inteligência e suspense desconsertantes. 


2. Shameless (US, 2011-) 

Simpáticos.

Assistindo despretensiosamente ao primeiro episódio, descobri um vício de três temporadas (lançadas). Aqui tem personagens cativantes e todos tem importância no enredo. Apesar de ser uma série que eu definiria como pesada, chama atenção por ser muito humana. Evoca amor, família e amizade em um lugar improvável.


3. The Office (US, 2005-2013) 

Colegas de trabalho em expedientes de 20 minutos.

Já falei sobre ela aqui. Tornou-se a minha série de comédia favorita. Às vezes não percebemos que nove temporadas são nove anos (!) passados e seus personagens também vão envelhecendo e mudando junto com os atores e atrizes que os representam. Fora todos os outros, é um aspecto muito interessante e de ganho artístico notável. 


CITAÇÕES QUE PRECISO LER DIARIAMENTE

1. "Só não jogo tudo pro alto porque quando cair vou ter que catar."
– Guilherme Massano

2. "A felicidade só é real quando compartilhada."
 Christopher McCandless 

3. "Seja água, meu amigo."
 Bruce Lee 

FILMES QUE DURARAM MUITO MAIS QUE A PRÓPRIA REPRODUÇÃO 


1. The Iron Giant (1999)

:')

Um menino solitário e seu robô gigante contra o mundo. As cores, os traços, a dublagem, tudo me traz de volta àquelas manhãs de sábado, assistindo desenho embaixo da coberta. 


2. Into The Wild (2007)

"Se admitirmos que a vida humana pode ser regida pela razão, está destruída a possibilidade da vida."

Esse filme deixou uma impressão muito forte em mim. Lembro de ter ficado algumas semanas absorvendo tudo. Um homem, inspirado pelos seus autores favoritos, deixou de viver como todos os outros para viver do próprio jeito. As imagens, a trilha sonora, os diálogos, cada detalhe é precioso. 


3. The Perks of Being a Wallflower (2012)

"Você vê as coisas. Você guarda silêncio sobre elas. Você compreende."

Crio simpatia por qualquer personagem desajustado e provavelmente é assim com todo mundo, mas não é o principal aqui. Esse filme fala do amor pelos amigos e a necessidade de ser reconhecido por eles, fala da nostalgia e dos desencontros. 


COISAS PARA FAZER ALGUM DIA


1. Mochilar


(Y)

Uma hora você expande e sua cidade encolhe. Você ouve falar da estrada, das pessoas, do quanto há para experimentar e sente que essa necessidade vai te consumir se você não atendê-la. 

2. Aprender arco e flecha 

Keira Knightley + arco e flecha

A arma mais foda de todas. E tem todos os bônus de concentração, precisão e controle. Se eu tivesse arco e flecha, não sairia de casa sem ele e acho que é por isso que ainda não tenho um. 

3. Escrever e publicar um livro 


On The Road!
Quando leio livros de anos e anos atrás e me identifico com o que foi escrito, percebo a grandiosidade dessa arte. Você pode se multiplicar, atravessar o tempo e criar laços com as pessoas, afetando suas vidas.

_
Adoraria que os leitores fizessem listas algum dia e me chamassem para olhar. Abraço!

5 comentários:

Beatriz Rodrigues disse...

Gente! Eu mentia pra minha mãe dizendo que ia pro colégio estudar pra ler os Agatha Cristies da Biblioteca Municipal! Lembro de ter ido muito mal em uma prova, lá pelo primeiro ano do ensino médio, porque não consegui largar "O Caso dos Dez Negrinhos" pra estudar... E essa semana mesmo eu tava lembrando com um amigo de como o Cosmotron é bom...

A lista tá irretocável.

Hélder Silva disse...

Eita! Massa demais isso de fugir pra biblioteca ao invés de ir pra escola, aposto que você ganhou mais fazendo isso do que indo lá bater ponto. Obrigado pelo irretocável, a gente não tem como escolher o que marca a vida da gente. Ganhou pontos comigo por curtir o Cosmotron! hahaha

Antonio Carlos disse...

Muito Bom, Héldinho!
Só fiquei um pouco frustrado com a parte dos álbuns para escutar de uma vez... Pô, e o álbum da Ana Maria Braga? kkkkk
Abração

Wigner Rodrigues Quaresma disse...

Farei uma lista em breve, oK! Temos alguns itens em comum.

Hélder Silva disse...

Vou aguardar, Will! Fico feliz pelas referências em comum.